• Natália Costa

Yin Yoga

«Tensão é quem tu pensas que és. Relaxamento é quem tu és.» velho provérbio Chinês


Há quem lhe chame acupunctura sem agulhas, eu gosto de lhe chamar auto-massagem profunda: descubra os benefícios do Yin Yoga!


O que é o Yin Yoga?


O Yin Yoga apareceu na sequência de uma forma de Yoga criada em 1970 por Paulie Zink, um praticante de Artes Marciais e Chi Kung. Paul Grilley, um dos seus alunos, desenvolveu o Yin Yoga para a prática que se conhece hoje. A sua popularidade deve-se ao trabalho de Paul e de Sarah Powers, a pessoa que usou o termo Yin Yoga pela primeira vez para designar esta forma de exercício.


O mundo em que vivemos está sempre a bombardear-nos com todo o tipo de informação, isso deixa-nos viciados em estímulos e acabamos por sentir necessidade de mais e mais para preencher o constante vazio que sentimos. As formas dinâmicas de Yoga mantêm-nos «ocupados», pelo que, mesmo acalmando a mente como resultado do exercício físico realizado, ainda estamos a alimentar esta parte de nós que se vicia em intensidade constante.


Enquanto o aspeto físico das práticas de Yoga comuns são mais focadas na musculatura corporal, o Yin Yoga foca-se nos tecidos conectivos do corpo: ligamentos, ossos, articulações e fascia. Uma aula de Yin Yoga consiste normalmente numa série de posturas passivas que se mantêm por cinco minutos e que usam o tempo e a gravidade para ajudar estes tecidos a abrir.


O Yin Yoga trabalha de forma lenta, usando o tempo em cada postura em vez da força e da repetição. Uma vez que incide sobre os tecidos mais profundos do corpo é uma prática extremamente relaxante para o organismo.


As diferentes poses do Yin Yoga estimulam os meridianos, removendo bloqueios, que por sua vez reequilibram os órgãos internos. Apesar de algumas poses serem idênticas a algumas posições de Yoga convencional, em Yin Yoga é-lhes dado outro nome e estas são praticadas de forma muito mais passiva e focada na respiração.


Porquê praticar Yin Yoga?


Visto que vivemos estilos de vida maioritariamente Yang (ativos, com pressa, sempre preocupados, a pensar, a remoer, a correr daqui para ali com a ânsia de chegar ou alcançar), o Yin Yoga é uma excelente resposta para contrapormos esta exigência constante. Se se sente cansado, assoberbado ou exausto física e mentalmente, o Yin Yoga vai ajudar o seu organismo a reequelibrar-se. Para além disso, é a modalidade indicada para recuperar de lesões ou operações, bem como para melhorar a performance física e mental.


Quando temos um ferimento, o tecido que sustém os órgãos, designado de fascia e que percorre todo o corpo, danifica-se. Através da prática de Yin Yoga ativamos a regeneração deste tecido conectivo, por isso à medida que o modelamos em cada aula, sentimos novamente espaço.


Há uma teoria que demonstra que os chimpanzés em cativeiro apresentam artrite nas ancas (sendo que na natureza não apresentam esta maleita), que relaciona a forma e a frequência com que estes animais usam o corpo em cativeiro como a causa desse problema. O que não usamos tende a fechar-se e a desintegrar-se. Quando não usamos estes tecidos conectivos, é como se vestissemos uma peça de roupa que nos fica muito apertada, os tecidos começam a comprimir e o nosso corpo torna-se rígido.


O Yin Yoga trabalha os tecidos conectivos do corpo, que respondem melhor a práticas demoradas, e é esse o motivo pelo qual mantemos as poses durante alguns minutos. Se alongarmos o tecido conectivo mantendo uma pose Yin, o corpo responde tornando-se mais forte e flexível nessa área.


Ficar numa determinada pose durante 5 minutos cria espaço para um novo estado mental, onde é dada ênfase à contemplação e observação, sem identificação ou apego para com os processos que nos atravessam. As emoções tendem a gerar apego e identificação, mantendo-nos «ocupados» no nosso dia-a-dia. O Yin Yoga promove tempo e espaço para permitir que as emoções e os pensamentos fluam e sigam o seu curso, libertando dessa forma a energia corporal que é muitas vezes usada para evitar e reprimir essas emoções. Portanto, o alívio que se sente com a prática regular de Yin Yoga é notório.


Aprende-se assim a observar as emoções como sensações físicas no corpo, sem nos deixarmos enredar nas suas histórias, ou seja, sem nos identificarmos com o diálogo incessante da mente. Este estado de contemplação, sem apego nem julgamento, permite que as emoções se libertem gradualmente do nosso organismo, ajudando a esvaziar a mente e a desbloquear o corpo.



Benefícios da Prática Regular de Yin Yoga

- Acalma e equilibra o corpo e a mente

- Reduz o stress e a ansiedade

- Melhora a circulação

- Promove flexibilidade

- Alivia a fáscia e melhora a mobilidade articular

- Equilibra e revitaliza os órgãos internos

- Promove o fluir da energia vital (elimina bloqueios físicos, emocionais e mentais)


O Yin Yoga assiste a reabertura e a criação de espaço quer no corpo, quer na mente, ajudando a manter o organismo saudável.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo